Mulher por Bert Hellinger

April 26, 2019

 

"Mulheres são diferentes. Como homem eu posso dizer isto. Eu o digo com um profundo consentimento. O que seria a vida sem as mulheres? O que eu poderia realizar para minha vida e para a vida de muitos outros sem elas? As mulheres se dão conta do seu significado? Elas as vezes se deixam ser envolvidas, o que as deixa parecerem homens e que foge da sua dignidade essencial? 

 

Para que a mulher é direcionada? Para ser mãe. Em comparação com uma mulher como mãe, as outras mulheres, que olham para as mães com desprezo, ficam mancando atrás dela a uma grande distância. Somente a mulher como mãe se torna uma mulher completa. Nenhuma outra mulher realiza mais e ousou mais para a vida.

 

Qual é o papel do homem ao seu lado? Ele providencia a sua maternidade e compartilha com ela as preocupações e o esforço pelos seus filhos. Isso porém no plano de fundo, à serviço dela e dos filhos. Somente se um perigo ameaça e está na hora de proteger a vida e a sobrevivência da família externamente, ele se coloca à frente dela, também apostando a sua própria vida, como a mulher no parto. Aqui ele se torna igual a ela à serviço da vida. A mulher pensa de forma diferente do homem. Ela é diferente do homem, em sintonia com algo profundo que dá suporte ao que aparece. Ela percebe o que está próximo com mais atenção e cuidado, o cuida e o alimenta. Ela o guarda de forma diferente, se alegra dele de forma diferente e o deixa crescer de forma diferente. Ela percebe quando algo falta e o coloca em ordem. Mesmo assim ela fica no plano de fundo. 

 

Alguns podem fazer a objeção que isso contradiz com a imagem muito divulgada no mundo, que as mulheres querem chamar a atenção, por exemplo, na maneira que elas se vestem, assim que às vezes parece que o mais importante para uma mulher é que ela seja bonita. Isso está correto de alguma maneira. Mesmo assim ela dá a prioridade para o homem, principalmente se ela tem filhos. Os filhos são o seu orgulho e a sua verdadeira beleza. Com eles ela brilha de forma diferente.

 

Quando nós vemos a mulher ao lado do seu homem: qual deles mantém o outro vivo? É o homem ou é a mulher? Quem consegue antes manejar a vida sem o outro, principalmente na velhice? Quem é e continua sendo uma fonte de juventude para o outro? Via de regra é uma mulher para o homem. Mesmo assim ela se mantém no plano de fundo e o dá a preferência a ele. Mulheres são devotas. Enquanto os homens muitas vezes ficam em primeiro plano nas religiões, as religiões contam com as mulheres. Elas mantém as religiões vivas. Elas estão mais profundamente em sintonia com o princípio da vida, independente das formas externas na quais se monstra a sua devoção. Principalmente as mulheres cuidam das religiões e as passam adiante. 

 

A mulher está conectada com a morte de forma diferente. Ela tem mais intimidade com esta, como ela experiencia ambas mais profundamente, a vida com a morte. Talvez por isso ela é devoto de uma maneira especial. Ela cuida da vida e a protege. Quando um homem reconhece tudo isso, como ele fica e como fica a mulher? Eles entram em sintonia com a profundidade da vida de uma forma especial. Eles entram em sintonia com humildade. Juntos de uma maneira que ultrapassa a vida aqui, unidos, completamente unidos."

 

Bert Hellinger

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload